Como o Agilista escolhe entre Scrum e Kanban

O Agilista é o profissional que leva a transformação para dentro das empresas e é ele quem escolhe entre usar Scrum e Kanban, podendo ser um Scrum Master, um Agile Coach, Product Owner, um desenvolvedor ou até mesmo um gestor de empresas que esteja interessado em transformação, mas que não necessariamente tenha um cargo chamado “Agilista” ou com um dos papéis do Scrum.

De uma perspectiva externa, o Scrum é um modelo de gestão Lean focado em equipe, que conta com o mínimo de papéis para implementar soluções de sucesso. Possui uma abordagem totalmente direcionada às equipes.

Já o Kanban, na prática, também é um modelo de gestão Lean, porém é um modelo focado em processos e aborda mais as métricas do sistema. Afinal, não é possível gerenciar um sistema sem medir e analisar as métricas daquele sistema.

O Agilista precisa ter uma visão mais abrangente quando se trata de escolher qual método/framework irá escolher e utilizar para agilizar os processos dentro das empresas e organizações. Ele precisa ter a mesma perspectiva que o gestor quando contrata um profissional de Agile que é a seguinte perspectiva: ter resultados!

Para saber qual modelo seria a melhor escolha para determinado sistema, é necessário olhar o modelo de trabalho das pessoas em determinado local, naquele determinado subsistema onde será aplicado o Scrum ou Kanban.

Apesar da experiência ser característica importante para o Agilista, uma pergunta que pode facilitar a decisão e escolha pelo modelo mais indicado para determinada situação e realidade é a seguinte: “Caso o Scrum/Kanban seja aplicado aqui, o custo operacional vai aumentar?”. Uma das forma de saber se haverá aumento no custo operacional é observar a curva de aprendizagem do time, pois com o Scrum, por exemplo, pode ocorrer de ser um processo um pouco mais longo e demorado até que comece a dar resultados, e isso causa aumento no custo pois a produtividade do time diminui.

Outro ponto a se considerar para escolher entre Scrum e Kanban é se a equipe que faz parte do processo operacional possui metas ou cotas para cumprir. Se sim, o Agilista deve desconsiderar o Scrum, pois implementando formas de trabalho diferentes, não é viável e nem possível impor conquista de metas. Essas são as duas variáveis principais de que vai ter aumento de custo operacional, o que pode ou não inviabilizar a implementação, independente do modelo escolhido.

A digitalização não acelera a experiência. Pode acelerar a coleta do conhecimento, acelerar o aprendizado, já que é possível ter diversas ferramentas à disposição para esse fim, porém a experiência de utilização só vem com o tempo.

A experiência será fundamental para que o Agilista saiba diferenciar quando a transformação aplicada em uma empresa poderá ser mais lenta; quando a equipe se mostra mais engajada e aberta às mudanças ou não; quando os processos estão ocorrendo de uma forma melhor e mais eficaz ou não. Tudo isso só é possível tendo uma jornada de erros e acertos, testes e mais testes de aplicação de diferentes métodos em diferentes equipes. Mas é sempre fundamental para o profissional colocar o conhecimento em prática e mensurar os resultados.

--

--

--

A Massimus é uma empresa que realiza treinamentos oficiais pela Scrum Alliance e oferecemos soluções Scrum através de Agile Coaching e Mentorias.

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Massimus

Massimus

A Massimus é uma empresa que realiza treinamentos oficiais pela Scrum Alliance e oferecemos soluções Scrum através de Agile Coaching e Mentorias.

More from Medium

Thesis — Week 3

ROADMAP v1.0

Your data security is the priority of MEMO

Namenode scalability with Fine Grained Locking